Dia 3  ( Domingo 13 de Janeiro de 08),

10H00 Finalmente tivemos coragem para sair á rua, o dia de Sábado foi desgastante, os nossos corpos estão cansados e sem grandes forças, decidimos fazer um dia mais leve, visitar  o parlamento sem fugir muito ás imediações do centro de Peste.   

Seguindo pela Vaci Utca em direcção á Basilica, decidimos que seria uma excelente oportunidade para a visitar durante o dia, seguimos por isso pela Dotottya Utca, até ao Roosevelt Ter  até ficarmos de frente para a Basilica, subimos a Zrinyi Utca com o frio matinal que se faz sentir neste domingo com poucos transeuntes e menos carros a circularem, práticamente é possivel circular pelo meio das ruas.

 De facto compreendo, seriam apróximadamente 10H30  e já estava de Luvas, Gorro e Cachecol… só os loucos invasores lusitanos se davam ao trabalho de calcorrear as ruas de Peste com um frio destes….

 Szent Iztván

Subindo a escadaria da Basilica Szent István ouvindo o Orgão e Cantigos Gregorianos, no seu interior fomos acolhidos por um calor e algo diferente de tudo o que estava á espera, durante o dia a Basilica ainda parecia mais espectacular, apesar de não ter tirado qualquer fotografia, guardo em mim a imagem de uma basilica cheia de crentes a escutarem atentamente uma missa celebrada em Latim e acompanhada por cantigos gregoreanos.

 Obviamente o espaço estava vedado a turistas, mas foi nos concedida a presença durante alguns minutos.

 De volta á rua caminhámos, ainda algo comovidos pelo que nos foi permitido testemunhar no interior da Basilica, em direcção ao Parlamento. Percorremos a Hercegprimás Utca  até ao Szabadság Ter, onde se encontra o Banco Nacional (Nemzeti Bank) o Országos Postakarek Penztár ( Edificio dos Correios) e o Edificio da Televisão (Magyar Televizio) no meio desta praça encontramos ainda o ultimo simbolo Sovietico sobre um pedestal ( a Estrela sovietica). dsc04671.jpg

Ao chegarmos ao Parlamento (Orszaghaz) dirigimo-nos até á porta 10, onde nos é pedida a identificação e somos informados que a  nossa visita ( em espanhol)  terá inicio ás 11h30. 

Aproveitámos o tempo que nos restava até ao inicio da visita ( sempre acompanhada e explicada) para percorrer o espaço exterior do parlamento e tirar mais algumas fotografias.

 dsc04675.jpg

NOTA MENTAL: As visitas ao parlamento tem horas marcadas para as diferentes linguas ( Espanhol, Ingles, Italiano, Françês e Alemão), será boa ideia informar-se não vá se dar o caso de ter de esperar 3 horas para que começe a sua visita. Ah e a entrada é gratuita para habitantes da CE. 

dsc04706.jpg 

A visita começa na escadaria principal, passando ao lado do salão nobre, até á cupula ( que tem precisamente 96 metros de altura, tal como a Igreja de S. Estevão, sendo esta a altura máxima permitida para construções na cidade). 

Joias

No meio da Sala da Cupula encontramos as joias da coroa rodeadas pelos herois do Pais.Terminando a visita com a passagem na Câmara onde decorre actualmente o plenário.

 dsc04728.jpg

A dimensão e o Luxo são avassaladores, disse o guia que tem mais 2 metros de comprimento que o Parlamento inglês e o total gasto para a construção,  decoração  e acabamentos do edificio, seria suficiente para nos nossos dias criar uma cidade para 30 mil pessoas com todas as infrastruturas necessárias. Verdade ou não, não sei, mas não seria algo do qual me orgulharia como eles o fazem. 

 Acabada a visita de apróximadamente 40 minutos dirigimo-nos pela Alkotmani Utca,  virando na Bajcsy Zsilinsky Utca  em direcção á Basilica novamente, Deak Ter,  Karoly Korut,  seguindo para a Sinagoga ( A maior sinagoga na Europa), aqui pensámos em entrar, mas dado que nos pediam 3000 Fl pela visita decidimos declinar humildemente.. 

Descemos até Vigado e uma vez mais de regresso a Ferenciek Ter,  aqui decidimos parar para um café e algo para o almoço. 

Percorrendo a Karoly M. Utca ,  encontramos o seu palacio ( Karoly Palota)  que se encontrava encerrado, bem como a Igraja da Universidade ( Egyetemi Templom).

Decididos a conquistar um pouco mais da sua cultura, encaminhámo-nos para a Muzeum Korut,  onde se encontra o Magyar Nemzeti Múzeum, palácio Neo classico transformado no Museu Nacional Hungaro, de cujas escadarias surgiu o Grito de Revolta de 1848. Toda a Historia se encontra neste edificio, desde o tempo romano até aos finais do século passado. MAgyar Nemzy Muzeum

Pouco passava das 16 quando saimos do Museu, numa tentativa de recuperar energias decidimos encaminharmo-nos para as Piscinas Gellert, percorrendo Vamház Korut e a Ponte da Liberdade, ao entrarmos nas instalações da piscina é os informado que iriam encerrar ás 17H. 

Desapontados, cansados, gelados e tudo o mais que possam imaginar, decidimos ir repousar para o Hotel, na esperança de assim conseguirmos recuperar algumas forças para Noite. Eram 18H00 aproximadamente quando o nosso amigo James nos liga, para combinar connosco qualquer coisa para esse final de dia, decidimos encontrarmo-nos na Ponte das correntes. dsc04783.jpg

Às 19h00 lá estava ele para nos levar a lanchar,  fora da cidade, não me perguntem onde mas posso vos dizer que a quantidade de Bolos e a variedade que tinham era extraordinária. 

 dsc04771.jpg

Já noite, conduziu nos até ao Parque das Estatuas (SzoborK) onde se encontram todas a estátuas e simbolos que sobreviveram do Socialismo, onde podemos ainda encontrar a ultima estátua inteira de Lenin, logo na entrada do parque, dado o avansado das horas não nos foi permitido entrar mas deu para ter  uma ideia, alem de Lenine pode ainda ver Marx entre outros.

dsc04786.jpg

 Decidido a não nos levar para Budapeste, fomos encaminhados para um restaurante, do qual só me recordo o nome Country Tanya e fica em Budakalasz, para mais uma degostação de alguns pratos tipicos, os cogumelos recheados com queijo e o famoso Gulash  

De regresso á cidade passámos ainda por Szent Andrez , vila simples de ruas totalmente calcetadas nas margens do Danubio, com casas baixas e muito apraziveis, para depois irmos á meia-noite até um Supermercado fazer as nossas compras de recordações.

dsc04803.jpg

 NOTA MENTAL: para os amantes de queijo, não se esqueçam de trazer o queijo fumado, depois tem tambem as bebidas tipicas, Unicum e o Tokaji (vinho doce talvez com o mesmo prestigio que o noso vinho do Porto).

Közönöm, Budapeste IV

O dia de Segunda-feira foi passado novamente no mercado para degostação e aquisição de umas ultimas lembranças.

Foi sem duvida uma viagem inesquecivel, romantica, vibrante em todos os sentido.

Aconselho a todos os que puderem a fazer esta viagem, de resto não mais vos posso dizer além de que não me importava nada de lá regressar em breve, talvez da proxima durante o Verão.

Acima de tudo, os meus agradecimentos ao James e sua esposa, sem voçes não tinha tido metade da piada, obrigado por todos os conselhos e tudo o que nos mostraram, espero por vós na Páscoa neste nosso cantinho que é Portugal.

Se quiserem ver as fotos estão disponiveis em

http://nunoconceicao.spaces.live.com/