Desde há largos anos descobri um gosto especial pela culinária.

Os primeiros anos da minha vida profissional permitiram-me observar verdadeiros Pizzaiolos e Chefes que confeccionaram na minha frente desde os mais variadissimos anti-pasti, pastas, nouvelle cuisine, tapas, pratos tipicos portugueses e até sushi ( no entanto este ultimo não consta das minhas eventuais experiencias). Talvez por esta razão, solteiro, vivendo sozinho, nesses anos fui tentado a fazer as minhas próprias experiencias, usando alguns amigos como cobaias.

Recordo variadissimos serões passados com amigos, onde a verdadeira animação se encontrava na cozinha, enquanto um preparava as entradas, outros produziam pratos mais ou menos elaborados e os restantes ainda abriam cervejas ou garrafas de vinho para saciar a sede e alargar a inspiração dos Chefes dessa Tertulia.

Apesar de ter aprendido a cozinhar por tentativa e erro, nunca escrevi nenhuma receita até hoje, desde sempre os temperos e suas quantidades foram feitos por associação de sabores e combinações elaboradas mentalmente.

Vou deixar aqui, talvez quem sabe até para meu próprio registo algumas dessas receitas que for fazendo e me for recordando.

Se experimentarem, tenham sempre em conta que o risco é totalmente vosso, não me culpem se correr mal.

Aceito criticas e outras dicas que possam melhorar o que vos apresento.

Achei interessante começar por um prato que o meu amigo Hugo de Budapeste me indicou enquanto lá estava e era tão agradável que decidi no fim de semana seguinte ao meu regresso tentar eu proprio confeccionar.

Sopa de Cebola Hungara ( pelo menos foi onde me foi apresentada)

4 Cebolas grandes

1 Litro de Caldo de Galinha

250 ml natas frescas

250 ml leite meio gordo

50 gr margarina

2 colheres sopa de Azeite

Pão torrado em fatias de 1 cm de altura

250 gr Queijo Mozzarela ripado

1 colher de café de Pimente preta moida ( por favor… não usem pimenta moida de pacote… a pimenta deve ser moida no momento)

Sal q.b

Num panela larga  derreter a margarina juntamente com o azeite, em lume brando.

Juntar a cebola finamente cortada em rodelas e deixar refugar lentamente ( aprox 20 min.) mexendo sempre até a cebola ficar quase “translucida”.

Adicionar o caldo de galinha e deixar ferver durante 10 minutos.

Relativamente ao caldo de galinha será óptimo se tiverem acabado de cozer frango ( por exemplo para fazer umas Sandes de Galinha ou Club Sandwish), caso contrário fervam á parte a água com 2 caldos de galinha .

Deverá deixar a sopa arrefecer para não juntar as natas enquanto ferve.

Lentamente vá juntando a mistura de leite e natas sem deixar ferver, coloque  sal a gosto e a pimenta ( atenção que as natas tem tendencia a adocicar a comida) mexa bem e está pronta para servir.

Empratamento:

Esta sopa deve ser servida em tigelas.

Encha o fundo destas com pão torrado partido em porções de 2 cm aproximadamente,

Verta a sopa, e por cima coloque aproximadamente 1 colher de sopa cheia de queijo sobre cada tigela ( no meu caso serão duas).

Bom apetite.