Tenho acompanhado parte do que se comenta tanto na blogosfera como nos restantes media .

Choca-me tanto “atleta” que aparentemente não cumpriu os minimos necessários para ter lugar na disputa de uma medalha nos Jogos de Pequim. Como é possivel que façam comentários relativo ao desempenho dos nossos atletas se não sabem o que é ser atleta?

Cheguei a ler algures que a Austrália gasta 30 vezes mais que Portugal em apoio aos atletas e que já tem 35 medalhas, que se queremos mais medalhas temos de gastar mais.

Depreendo que estes comentários são feitos por pessoas que nunca praticaram desporto de alta competição, não sabem até que ponto o psicológico pode estragar o desempenho, a pressão envolvente pode levar-nos a erros infantis.

Vejamos o desempenho de Vanessa Fernandes, se existe alguém que o faça com amor ao seu desporto, com desempenho honesto e sentido, respeito pelos adversários, disponibilidade e vontade próprias, no entanto não esqueçam que tem uma certa falta de educação, com “caragos”, “fogos” e “pás” no meio das entrevistas, mostrou a quem falou da falta de educação ( penso que se estivesse a referir a este tipo de educação o Sr. que apontou a falta de educação), mas cumprio os nossos objectivos ( não sei se os dela mas parece-me que foi melhor doque pensava poder ser).

Mas também temos o oposto,  como é o caso de determinado atleta português que diz que ” durante a manhã é caminha”… ou ainda outro que diz que se não ganhar uma medalha é mais um dos outros, dando um tom de desprezo á eventualidade de não o conseguir ( que na minha opinião foi merecido o seu 4º lugar sendo a sim o primeiro dos outros).

O respeito ppor todos os adversários e a vontade própria de vencer a sua própria motivação sem choros por não terem apoios, porque se formos a ver bem há outros paises com muito menos apoios “monetários” aos atletas que já ganharam mais medalhas que os portugueses.

Orgulho me de todos os atletas que conseguiram chegar aos jogos olimpicos com apoios ou sem eles, com motivação própria ou sem ela, com atitute para encarar a pressão ou sem ela.

Gostaria de ter tido essa hipotese mas não consegui chegar lá e na realidade o que importa é poder competir, conseguir ganhar é um bonus para os mais persistentes e com caracteristicas especificas, sorte do seu lado e motivação.

Parabéns a todos os atletas.

Pergunto vos se sabem ainda que apoios terão os nossos atletas dos para-olimpicos ( eu não sei) recoredem-se das medalhas que trouxeram á quatro anos e vejamos se conseguem este ano também, esqueçam os apoios, tudo depende do caracter de cada um.

Ah… por outro lado não se esqueçam que se o M. Phelps conseguiu as medalhas que conseguiu foi por causa dos Portugueses, é que os fatos de banho dele são feitos cá, por isso congratulem-se!!!