14h30, 30 de Maio – Após um voo Lisboa – Budapeste, de mochila ás costas saio do aeroporto Ferihegy ( Budapeste – Hungria), cá fora dirijo me ao parque de estacionamento onde James e o seu BMW 325 Ci Cabrio me aguardam para uma aventura de estrada por 8 paises, 8 cidades, algumas praias imensos monumentos e 3.630,5 Kms e um bronze á pedreiro (ou como me soa melhor ” á cábrio”)!!

Tenho de admitir que a primeira dificuldade que encontrámos e garanto que não foram muita,s foi a colocação da minha mochila de 60x40x30 no porta-bagagens do “bólide”.

Primeiro destino, Fonyôd no lago Balaton ( o maior lago na Europa com 592 Km2,  um comprimento de 77 km,largura que varia entre os 4 e os 14 km e uma profundidade máxima de 11 m embora a médias seja de 3,2 m) ,não sem antes fazermos uma passagem pela magnifica cidade de Budapeste. Numa tentativa de revisitar a Praça dos Herois ( Hosok Tér) deparamos com algum tipo de festa a decorrer na Andrassy Ut. que nos impossibilita de chegar ao nosso primeiro destino, assim sendo continuamos tomamos como direcção á Margit Híd (Ponte Margarida) que nos leva até á margem de Buda para fotografar o Parlamento.

Parlamento Budapeste

Como podem verificar os andaimes continuam exactamente no mesmo sitio que estava em Janeiro de 2008 se duvidam consultem o meu post Köszönöm, Budapeste II.

Mais uma voltas por Buda e de regresso a peste, desta vez pela ponte das Correntes para nos fazermos á estrada em direcção ao Balaton ( destino final do dia)

Ponte da Correntes ( Budapeste)

 Chegados a Fonyod na margem do Lago Balaton a nossa primeira paragem é num supermercado para aquisção de alguns bens necessários como é o caso da água ,tal não é o meu espanto quando deparo com a fotografia do Figo no rótulo de uma das marcas  qualquer coisa como “Szentkirályi”, claro está foi esta mesma que escolhi para mim…

Podem ver aqui o anuncio televisivo onde quem sabe terá o rapaz descoberto uma nova carreira para o seu futuro…

Tabém guardei o rótulo da garrafa mas como ainda não fiz o scan contentem-se com o video, ok?

Finalmente dirigimo-nos para casa do James ( conjunto de blocos de apartamentos de férias ) onde tenho o prazer de conhecer o pequeno Arpad bem como os seus avós da parte materna e rever a sua mamã.

Após o jantar eu e o James fomos dar um pequenos passeio até á marina e acabámos por regessar a casa para o descanso, no dia seguinte iriamos passear de Trabant!!!

De quê?

Ah e tal… e dizem voçês que percebem  de carros… amanhã logo vos conto…