Caro Sr. Costa,

Cada vez mais me arrepia ler ( sim, porque paciência para o ouvir é nula) as coisas que voçê tem a capacidade de deitar dessa boca para fora.

Parece-me que recentemente disse perante os seus seguidores algo deste género, “A seu tempo, com a sua grandeza, com outras pessoas certamente, mas há-de continuar, se os portistas quiserem, a ser o grande clube de Portugal e um dos grandes clubes do mundo”.

É curioso que finalmete tenha percebido que para o seu clube voltar a ser o que era isto acontecerá “A seu tempo”…  “com outras pessoas certamente…” então perdeu a “pujança”, ou finalmente lhe fizeram ver que os seus métodos já não passam despercebidos como acontecia?

Palavras como “O Dragão é o símbolo da lealdade, pujança e conquista e não é nenhum animal selvagem ou qualquer ave de rapina”, denotam a sua  ignorância é tão vasta que nem o simbolo do seu próprio clube conhece…

É um facto que actualmete tentou estilizar o seu dragão, tendando esconder as verdadeiras origens… mas nem assim o conseguiu…

Ora se reparar as patas do seu “dragon” parecem me “patas” de leão ( animal selvagem?) e no seu novo simbolo do seu querido “dragon” as asas parecem-me de uma ave de rapina… ou será que são asas de borboleta ou libelinha?

Por outro lado, a etimologia da palavra “Dragão” ( e não “dragon” como o Sr. Costa gosta de lhe chamar) é originária do termo “Drákon” que signigfica “Grande Serpente”, mais não sendo aquilo que voçês são, animais rastejantes.

Com os votos de uma agradável reforma… não caia da cadeira antes de se retirar, assim me despeço,

 

Nyto